Ads Spider - Monetize seu Site

Classificação da Perseguição Religiosa 2019!

Classificação da Perseguição Religiosa 2019!
Classificação dos 50 Países com Perseguição Religiosa, onde seguir à Jesus pode custar a vida. Atualizado em 2019.

Escola Bíblica - 3º Trimestre 2019

Canal Luísa Criativa

segunda-feira, 15 de abril de 2019

22 de abril – Descobrimento do Brasil

22 de abril – Descobrimento do Brasil

No dia 22 de abril, comemora-se o Dia do Descobrimento do Brasil, já que foi nessa data que Cabral e seus homens chegaram ao litoral brasileiro.

22 de abril – Descobrimento do Brasil 
Acima, detalhe do monumento ao Descobrimento do Brasil, em Lisboa, Portugal


Dia do Descobrimento do Brasil: 22 de abril de 1500
No Brasil, o dia 22 de abril constitui uma das datas mais importantes da história nacional. Nesse dia é celebrado o Descobrimento do Brasil, fato que ocorreu no ano de 1500, quando uma expedição marítima portuguesa, liderada por Pedro Álvares Cabral, chegou ao litoral do atual estado da Bahia.

Encargo secreto” de Cabral
As ordens dessa expedição partiram do então rei lusitano D. Manuel I, como bem detalha o pesquisador Lucas Figueiredo, no seguinte trecho: […] sob o comando do jovem capitão Pedro Álvares Cabral, de 32 anos, partiu a segunda expedição portuguesa rumo às Índias. Mediante um pagamento de 35 quilos de ouro, Cabral deveria conduzir até Calicute dez naus e três caravelas tripuladas por 1.500 homens e abarrotadas de metais preciosos e mercadorias. Esperava-se que voltasse com os porões dos navios cheios de especiarias e outros produtos de valor. A missão, no entanto, não se restringia aos negócios nas Índias. Havia um encargo secreto[1]
Sabemos que Portugal foi o grande pioneiro das circum-navegações, ou grandes navegações modernas, isto é, conseguiu, antes das outras nações europeias, promover viagens com embarcações de grande porte contornando a costa africana até chegar ao Oceano Índico e a cidades como Calicute, como citado no texto. Todavia, Lucas Figueiredo fala de um “encargo secreto” delegado a Cabral. Esse encargo secreto consistia em fazer uma breve exploração em uma terra já descoberta anos antes, mas ainda não suficientemente conhecida. A esperança de D. Manuel era a de que Cabral descobrisse metais preciosos no “Novo Mundo”. Então, Cabral e seus homens, antes de partirem de fato para as “Índias”, desviaram sua rota em direção à terra que mais tarde seria chamada de Terra de Santa Cruz, ou seja, o Brasil.

Navegadores que precederam Cabral no “Descobrimento do Brasil”
Perguntemo-nos então: se D. Manuel ordenou a Cabral que fizesse esse desvio de rota e fosse em direção a essa terra então pouco explorada, é certo que já se sabia de sua existência? Sim, exatamente. O Brasil não foi descoberto por Cabral. Não se sabe ao certo qual dos navegadores modernos, entre espanhóis e portugueses, chegou pela primeira vez na região costeira do Brasil. O que se sabe é que, dois anos antes da viagem de Cabral, D. Manuel I ordenou, em caráter sigiloso, a outro navegador, chamado Duarte Pacheco Pereira, que liderasse uma expedição à região da América do Sul ainda não conhecida pelos navegadores espanhóis. A região compreendia o litoral dos atuais estados do Maranhão e do Pará. Além dessa viagem de Pacheco, os historiadores também têm como consenso que ao menos dois navegadores espanhóis estiveram no litoral brasileiro antes de Cabral: Vicene Yañez e Diego de Lepe.
Independentemente de quem chegou primeiro em terras brasileiras, o fato é que a expedição de Cabral tornou-se a mais notória e também foi aquela que produziu o mais importante documento sobre o fato, a Carta de Pero Vaz de Caminha, cujo destinatário era o rei D. Manuel I.

Nem sempre se comemorou a data do Descobrimento no dia 22 de abril
Falando na Carta de Caminha, há um dado interessante relacionado a ela. A Carta de Caminha é o principal documento que prova o dia exato do Descobrimento do Brasil por Cabral. Todavia, até 1817, não se sabia de sua existência, ou melhor, havia o rumor de que ela estaria perdida entre a vasta documentação histórica do Império Português, mas ninguém havia a descoberto até então. Sendo assim, um dos mais notórios historiadores portugueses do século XVI, Gaspar Correia (1495-1561), supôs que Cabral havia chegado ao Brasil no dia 3 de maio de 1500, e não em 22 de abril. Isso porque o nome dado à terra, quando pisaram em solo baiano, foi, como já dito, Terra de Santa Cruz. No dia 3 de maio, em Portugal, comemorava-se uma festa católica dedicada à Santa Cruz. Essa comemoração deu subsídios para a interpretação de Correia, que foi bem aceita durante quase três séculos.
Porém, em 1817, a Carta de Caminha foi descoberta pelo padre Manuel de Aires de Casal, que investigava, no Brasil do período joanino, os documentos dos arquivos régios. Essa descoberta invalidou a hipótese de Correia e, desde então, o Dia do Descobrimento deixou de ser celebrado no dia 3 de maio.
NOTAS
[1] FIGUEIREDO, Lucas. Boa Ventura! A corrida do ouro no Brasil (1697-1810). Rio de Janeiro: Record, 2011. p. 26.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Evangelho de Jesus, alcançando o Mundo!